domingo, 17 de junho de 2007

Enquanto isso no país do futebol...

O historiador Eric Hobsbawn no Livro "Era do extremos - o breve século XX" afirma que no mundo pós guerra fria "para a maioria das pessoas, mesmo a identificação coletiva com o seu país vinha agora mais facilmente por intermédio dos esportes nacionais, de equipes de símbolos não políticos, do que das instituições do Estado".

Fui ao estádio ontem ver Corinthians x Paraná. Nunca tinha ido no estádio e foi muito emocionante ver o time do meu coração jogar. Mas logo que vi as manifestações contra o Dualib me veio o Hobsbawn na cabeça, pois tinha estudado seu texto para a prova de história (a mesma que eu não consegui fazer no dia da greve de metrô).

Realmente o Movimento é bem articulado. Eles têm carro de som, que fica dando voltas no estádio e protestando. Os manifestantes andam com as camisetas. Mas o mais importante é que eles têm um site que divulga as suas ações e reivindicações.

Realmente no Brasil futebol é coisa séria...o mais interessante é o lema do Movimento: “O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time.”Na carta protesto eles afirmam: "a nação corinthiana precisa se unir para tirar do poder um grupo de pessoas que ao invés de pensar no bem do clube, se preocupa unicamente com favorecimento próprio e disputas de poder".

Ah se isso acontecesse com a política. Infelizmente fica só no futebol...no zero a zero, como o jogo contra o Paraná...

Mais informações: www.foradualib.com.br

6 comentários:

Rose Soler disse...

É, realmente quando se trata de futebol parece que as pessoas se tornam muito mais articuladas e participativas.
Tenho de dar o braço a torcer, afinal isso prova realmente que o Brasil é o país do futebol.
Agora... citar Hobbsbawn em um post?? E depois eu é que sou chamada de nerd..rsrs

Rafael Zito disse...

Excelente Livia!!!

Esse movimento fora dualib jah existe faz um bom tempo, e concordo q isso deveria servir de exemplo para a nossa politica.

No entanto, infelizmente eh mto dificil tirar essas pessoas que se perpetuam no poder... nao largam o osso nem ferrando...

Agora q foi a primeira vez a fiel torcida espera q volte sempre.

um bjo.

Bianca Hayashi disse...

Ai, Lívia, que inveja. Queria ter a sua genialidade.
Não é estranho ver as pessoas se movimentando mais quando se trata de futebol do que política. Futebol é um assunto mais ameno, que qualquer um entende.

Triste, mas acontece...

Lucas disse...

Pra mim, o Dualib tem que ficar mais uns vinte anos comandando esse time ai. Ele é um ótimo dirigente.

Liviiiiiiiiiiiiiiiiiinha, ótimas férias pra vc.
Beijos.

CRISTIANO CHARLES DE LEMOS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CRISTIANO CHARLES DE LEMOS disse...

-Gostei dos comentários , mas porém também tenho um ponto de vista a respeito da torcida,creio que no meio da torcida tem seres que se aproveitam também desta situação que passa nosso o clube de coração , colocando sua vontade de ganhar dinheiro acima de tudo.
-Os fieis como se intitulam são realmente fieis , pois que tem tanta grana para comprar um agasalho que custa quase R$ 200 reais .
-Imagina em um BRASIL que o salário minimo é está miséria.Eo cara ainda compra, eles deixam as vezes de comer para fazer esse absurdo de comprar um agasalho .
-Estes lideres de torcidas são realmente farinha do mesmo saco , ganhão muito dinheiro com este negócio de torcida naõ são muito diferente do DUALIB.
-DUALIB , LIDER DE TORCIDA, LIDER DO SENADO, PRESIDENTE .
-O SISTEMA POLÍTICO PERMITE QUE ACUSADOS DE CORRUPÇÃO INFESTEM O NOSSO BRASIL.
-Quero me disculpar sou Corinthiano roxo, também não estou satisfeito com o rumo que está este Brasil e nosso time de coração.